3.3.15

Flanzine #7 - MIOPIA





É já este sábado, 7 de Março, o lançamento da Flanzine #7 (sob o tema MIOPIA), na qual participo com uma fotograf... merda.

‪#‎rimainterna‬

A Barraca espera-vos, pelas 22h. Prometo esforçar-me muito por não desaparecer a meio sem dar cavaco.

1.3.15

Pessoas do meu sitemeter, xiii

a melhor redação de quem sou eu de menina
(É verdade. A melhor redacção é minha.)

27.2.15

*****

© personal message

26.2.15

CAMA

© Menina Limão

Fotografia para o número 5 da Flanzine: CAMA.
Em colaboração com Emanuel Amorim, cujo texto podem ler aqui.

25.2.15

Reality

Reality is one of the possibilities I cannot afford to ignore. 
― Leonard Cohen, Beautiful Losers

20.2.15

Mas não

Le Trou (1960), Jacques Becker

19.2.15

Duke of Anxiety

Why would you think
that you made me drink?
I'm a drunk; reasons I don't need
Just like you

And I'd be in my car
If I weren't in this bar
Taking pills, take my keys
I might drive me to Mexico

And like talk, thrills ain't cheap
But I just can't sleep
In the bed that I made myself
Make myself

How funny it seems
There's answers in dreams
I just can't seem to remember
Mine

Wake up in the car
Outside the bar
Which way to Mexico?

18.2.15

Roger Ebert #2

Roger Ebert

Carlos Vaz Marques, no facebook:

«Ver um filme e a seguir ler o texto do Ebert - foi assim em relação às estreias, durante anos da minha vida. Hoje já só pode ser assim em relação aos filmes mais antigos mas continuo a ir lê-lo regularmente. Melhor do que eu, o Nuno Markl (https://acavedomarkl.pt) explica bem como é que Roger Ebert, o crítico, se tornou uma estrela de cinema. Ao ponto de lhe ser dedicado um documentário. Mal posso esperar - e só o trailer já me comoveu.»

Lol!

17.2.15

-


© Wasted Rita

Teste

11.2.15

Vida: Variações

nem todos os homens que
saem de minha casa saem da minha cama
nem todos aqueles que
saem da minha cama saem de dentro de mim
nem todos os que
saem de dentro de mim chegaram sequer a lá entrar
não, nada é tão líquido assim

Bénédicte Houart, Vida: Variações, Cotovia

3.2.15

Poetweet

Por obra e graça de um site
que faz poesia a partir dos nossos tweets
eis o alimento para mais uma semana magrinha
dois lindos e citrinos poemas
(how sweet)


Neste momento 
por Menina Limão

Alucinada, estou radiante.
Ahaha! Exacto!
Do príncipe real. interessante.
(tanto lixo nessa lista, de facto).

De nada, ora essa.
Resumindo:
(xxx), e o resto não interessa.
Que lindo!

Malcolm Lowry (relembrando)
Lol. 'tá?
Gajo tinha de chamar-se Fernando.

Out do Porto. Sinto-me turista.
Quem chegar primeiro, ganha.
Que espero poder incluir na lista.


Ser terrível 
por Menina Limão

Estava para nascer. Provavelmente.
Entornou chá a ferver no colinho. :)
no Brasil onde, exactamente?
Back there {beijinho no narizinho}

Despesa Diária, manto de retalhos (II)

Afago atrás de afago, o animal semicerrava os olhos, adormecia o sentido do voo e acordava o mistério da queda.

gisandra, XI, no Despesa Diária

1.2.15

Y


Páginas de A Winter Sports Alphabeth, com ilustrações de Joyce Dennys e versos de "Evoe" (E. V. Knox), edição de The Bodley Head, 1926 (via 50 Watts).

Auto-retrato emprestado, III

(pelo Caca Grande.)

28.1.15

8

Esta caca faz hoje 8 anos. Está grande, a caca.

27.1.15

I can do this all day like it ain't nothing

Janeiro de 2015 e eu já vi o rabo do ano. É triste.
Não podendo partilhar convosco o ser com vida própria que me roubou a concentração às portas do meu local de trabalho, tomando conta da conversa que eu estava a ter ao telefone, deixo-vos com aquela que será a melhor celebração possível do Dia da Independência do Rabo. Cá em casa ainda não parámos de deitar foguetes (um por cada vez que conseguimos clicar no stop).

25.1.15

Repete-se, repete-se, repete-se: Mário Henrique Leiria

A morte sem fim

«Escala de Grimes, ix. Até ao momento da morte, a morte é sempre lenta, exactamente como nos versos da canção de Gainsbourg, jour après jour les amours mortes 
n’en finissent pas de mourir. Segismundo

(Post do danado do Segismundo [olá, carapau, ainda estamos meio vivos] no Albergue dos Danados.)


18.1.15

Mulher Activa

«Andas muito activa no blog, agora.»
Eu faço o que eu quero. Na maior parte das vezes, faço o que posso.

Eww, I mean why

Se dura há um ano, ainda pode ser considerada uma fase? Se já não é fase, é o quê? Doença? Fase ou doença, quando é que passa? Não me diga que é quando eu quiser (pôr o dedinho na tomada).

Eww, cinema

– Eu gosto de filmes, não gosto de cinema.

Via Bestiário e suas contribuições para o grande romance do atendimento ao público.

Not tonight

In the back of the cab, the girls sit there giggling
The driver lets them smoke out of the window
So they're shivering.
They pass a bottle of wine back and forth
Let it clash against their teeth.
The cab moves fast through the streets.
'Who was that guy you was with?'
Becky shakes her head softly,
'Him? I don't know, probably alright,
But I could tell he was one of them "save me" types,
And I couldn't be dealing with that.
Not tonight.

Kate Tempest, Marshall Law (mu-si-cão)

Trabalho, IV

– Estás sempre de ressaca quando vens do Porto.
– Não é só quando venho do Porto.